quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Pai....


Pai,

Hoje fazes 17 anos que nos deixaste, 17 anos de muita saudade. Na quarta-feira estive a ver as tuas coisas e lembrei-me de cada detalhe, de cada brincadeira para connosco....

Tenho pena que na altura da minha entrada para adulta, de nunca teres conhecido o Mário, de nunca teres conhecido as tuas netas e de não me ajudares a ultrapassar esta minha viagem....

Mas eu sei que tu estás a olhar por nós, por mim, pela mãe, pelos meus irmãos, e pelas tuas netas. Tu, a avó, também estão a olhar pelas nossas estrelas.... nunca me abandonaste... sei que estas e estarás sempre ao nosso lado.

Obrigada por seres o meu pai... muitas saudades vossas.

Uma palavra que nunca tive tempo de dizer.....AMO-TE